Saturday, September 08, 2007

"Conselhos" para se escrever um ótimo conto (Wikipédia)

Lendo o verbete da Wikipédia sobre o Conto, encontrei estes conselhos sobre como escrever um bom conto.

"Conselhos" para se escrever um ótimo conto

  1. Prender o interesse do leitor; evitar ser chato
    Pense em Aristóteles, para quem a catarse, enquanto experiência vivida pelo espectador ou ouvinte, é condição fundamental para definir a qualidade de uma obra.
  2. Usar, se possível, frases curtas
    A clareza vem do cuidado com a estruturação da frase: as intercalações excessivas prejudicam a compreensão da idéia. Pense em Barthes: “A narrativa é uma grande frase, como toda a frase constitutiva é, de certa forma, o esboço de uma pequena narrativa", (Introdução à análise da narrativa).
  3. Capítulos e parágrafos curtos, para o leitor poder respirar
    Evitar muitas personagens, descrições longas, rebuscamentos, adjetivações, clichês, repetir palavras.
  4. Trama/enredo/tema ou estilo, original
    Pense em Ricardo Piglia: “Pode-se programar a trama, os personagens, as situações, conhecer o desenlace e o começo, mas o tom em que se vai contar a história é obra de inspiração. Nisso consiste o talento de um narrador”, (O laboratório do escritor).
  5. Se possível usar ironia, humor, graça e ser verossímil
    Ser verossímil é importante, mas não devemos confundir verossimilhança com verdade; a história não tem de ser obrigatoriamente verdadeira, mas parecer que o é. Mesmo assim sua importância é discutível. Segundo Álvaro Lins, Graciliano Ramos tem como “defeito” justamente a inverossimilhança que, de acordo com o crítico, é mais “visível” em Vidas secas e São Bernardo, dois clássicos insuspeitos. No Vidas secas esse “defeito” estaria no discurso das personagens (discurso indireto livre), pois tal recurso teria provocado um excesso de introspecção das personagens, tão rústicas e primárias (até Baleia, a cadela do romance, tem seu “monólogo interior”). No São Bernardo o “problema” estaria no fato de um homem rústico, como Paulo Honório, construir uma narrativa tão perfeita em termos literários.
    Conta-se que uma vez Matisse mostrou a uma senhora um quadro em que havia pintado uma mulher nua; sua visitante retrucou: “Mas uma mulher nua não é assim”. E Matisse: “Não é uma mulher, minha senhora, é uma pintura”. Será que na sua análise em busca do perfeito, Álvaro Lins (que tinha Graciliano em alta conta) não teria percebido que Paulo Honório não é um homem, mas uma pintura?
  6. Ler, de preferência, os clássicos
    Não se é escritor sem ser leitor. Pense em Sartre: “Mas a operação de escrever implica a de ler... e esses dois atos conexos necessitam de dois agentes distintos. É o esforço conjugado do autor com o leitor que fará surgir esse objeto concreto e imaginário que é a obra do espírito”. (op. cit.) Pense também em Faulkner: ler, ler, ler, ler, ler...
    Em Escritores em ação, Georges de Simenon (1903-1989) dá a “fórmula” para se escrever uma boa prosa: “Corte tudo que for literário demais; adjetivos e advérbios e todas as palavras que estão lá só para causar efeito. Escrever é cortar. Escrever não é uma profissão, mas uma vocação para a infelicidade e essa professora é uma puta vadia!"
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conto

18 comments:

Lord Raphael said...

Caramba, muito bom seu blog, um amiog que me indicou!
tbm sou escritor e concordo plenamente com as dicas acima!

Priscila Lopes said...

Gostei das dicas acima. Tenho certo receio com a última, sobre dar preferência aos clássicos. Estes estão parados num estilo que talvez o contista moderno (contemporâneo, atual, enfim) não tenha interesse em extrair (inspiração, conhecimento). Refiro-me ao "estilo", às características dos contos tidos como clássicos, não à qualidade, obviamente. É importante ler Poe, Maupassant, Flaubert, entre outros. Porém, nas últimas décadas surgiram importantes contistas os quais devem ser lidos por quem hoje em dia se dedica aos contos: Caio Fernandou Abreu, Lygia Fagundes Telles, Clarice Lispector, Sérgio Sant’Anna, Moacyr Scliar, Péricles Prade, Luiz Vilela...


Abraços!

Priscila Lopes said...

Apareça no Cinco Espinhos e conheça nosso projeto, não pude lhe deixar scrap no orkut. Abraços!

Soberba Insônia said...

cara, cocordo e discordo com o texto.

essas dicas em estado inerte geram as descrições exibidas.

mas se nós as distorcemos, colocá-las para transitarem no contexto infinito da 'intenção literária', podem até cumprir funcões inversas mas efetivas.

par mimm, a capacidade e talento do escritor é que vão determinar se 'regras' vão atuar como dominantes indesejáveis ou como efeito proposital enriquecedor.

António A. Antunes said...

espetáculo. andava meio à deriva, mas agora já sei. vou ser contista.

Srta. Rosa said...

Voltarei mais vezes, hehe.

Verônica said...

Legal. Ok. Mas esse final sem deslocado e agressivo? "puta vadia"? tira isso daí.

Henry Alfred Bugalho said...

Oi, Verônica.

Primeiro: este texto foi retirado da Wikipédia.

Segundo: a citação é do George Simemon.

Eu é que não pretendo alterar o textos dos outros.

Abraços.

Shimenia said...

Olá, Henry, estive lendo suas dicas sobre como se produzir um conto. Você tem conhecimento de livros sobre isso, pois estou pensando em apresentar um caso na forma de conto em minha pesquisa de mestrado. Obrigada! Abraços

VesgoDownloads said...

obrigado pelas tuas dicas estou começando agora com isso e vai ajudar muito

AyméeLucaSs said...

Por favor me ajude!
Amo escrever e ja da algum tempo resolvi começar a escrever em um blog, por me dizerem sempre que eu tenho o dom!
Queria muito ser avaliada por alguem que sabe o que esta fazendo, e procurando resposta encontrei seu blog.
Eu escrevo poemas em 15min apenas e agora comecei um texto que penso de estar se transformando em um conto, mas nao quero dizer se é primeiro que alguem possa avalia-lo.E por isso venho a sua pessoa pra pedir ajuda, e se puder me ajudar gostaria de poder mostra-lo. Ainda nao terminei, e tudo que fiz fiz em dois dias... mas ja esta na parte exitante onde a historia mostra a realizaçao de seu maior desejo. Nao sei como se faz um conto, se é somente contar rsrs ou se tem de ter introduçao, capitulos, e isto me confunde. queria postar mas nao sei se devo postar por completo ou se transforma-lo em pags.Na verdade nem sei se realmente é um conto, kkkkkkk Help!!!
Aguardo ansiosa sua resposta, assim poderia envia-lo por email.
Eu ultimamente nao paro de sonhar em escrever um livro, e ja tenho ele idealizado em minha mente, e fiz a primeira pag dele, mas isto é outra historia, nao quero te confundir, é so pura ansiedade em meu ser que descobriu um pequeno talento escondido, e que nao quer mais se esconder. E digo de passagem nao sou uma que le muito, sou uma que viu a vida atraves de filmes, e muitos deles me trouxeram bons frutos!E agora escrevo sem parar, rsrs
Desde ja agradeço, Te saluto!

Paulo said...

Parece que nos itens 2 e 3 João Ubaldo e Saramago levaram bomba!

Henry Alfred Bugalho said...

Bem, Literatura está bem longe de ser uma ciência exata...

Gamiani said...

Adorei!! Estou tentando manter um blog e estou vendo como é difícil fazer algo bem feito.
Ainda vou passar um veneno e nem sei se o manterei no ar por muito tempo... Pelo menos até eu aprender algo mais relevante, como escrever por exemplo!
Abraços e mais sucesso!

Anonymous said...

gostei das dicas.Acho que me encaixo um pouco nisso ai.Tenho um blog e escrevo mini contos.Mas suas dicas me ajudarao mais ainda.Um abraço!

Otávio Barradas said...

Bem, concordo com o Henry. Literatura está longe de ser uma ciência exata, embora essas dicas possam se distorcer adequadamente para cada pessoa.
Eu tento seguir alguns princípios meus próprios, mas gostaria que outras pessoas comentassem minhas criações, me ajudariam bastante.
http://asneiraeliteratice.blogspot.com/

Apenas Clarice said...

Tenho apenas 18 anos e cultivo grande paixão por escrever. Será que - o autor do blog ou qualquer outro indivíduo interessado - poderia , assim, analisar meus textos em minha página? http://apena2clarice.blogspot.com.br/

Camila Negrão said...

Gostaria de saber separa abrir uma editora precisa de curso superior? Obrigada

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.